Sábado, 31 de Outubro de 2020
(86)99825-8592-998501346
Esportes Flamengo

Flamengo vence na Libertadores em jogo quase adiado por causa da Covid

Flamengo vence na Libertadores em jogo quase adiado por causa da Covid

22/09/2020 22h25
395
Por: Júnior repórter
Flamengo vence na Libertadores em jogo quase adiado por causa da Covid
Flamengo vence na Libertadores em jogo quase adiado por causa da Covid

Em um jogo que ninguém sabia se iria acontecer até três horas antes do pontapé inicial, o Flamengo venceu o Barcelona (EQU) por 2 a 1 nesta terça-feira (22), em Guayaquil, pela Libertadores.

O resultado aliviou a pressão sobre o técnico espanhol Domenèc Torrent. Ele era criticado até por parte da diretoria após a goleada por 5 a 0 sofrida diante do Independiente del Valle (EQU), na semana passada.

Os gols do Flamengo foram marcados por Pedro e De Arrascaeta, ainda no primeiro tempo. O argentino Martínez descontou no início da etapa complementar.

A vitória fez o time brasileiro se igualar ao Del Valle na liderança do grupo A, com nove pontos. Os equatorianos jogariam também nesta terça, contra o Junior Barranquilla, na Colômbia.

Um vaivém de informações, com desencontro na posição de autoridades do Equador, chegou a colocar em dúvida a realização da partida.

O motivo de o duelo ter sido posto em xeque foi a situação dos jogadores rubro-negros infectados pelo novo coronavírus. Isla, Filipe Luís, Matheuzinho, Diego, Michael, Vitinho, Bruno Henrique tiveram testes com resultados positivos para a Covid-19, assim como o auxiliar técnico Juan e o médico Marcio Tannure.

Por isso, o diretor de saúde e higiene de Guayaquil, Carlos Luis Salvador, disse que o estádio Monumental, palco da partida, estava interditado. Em visita ao hotel onde está hospedada a delegação do Flamengo, ele conversou com dirigentes e avisou que a programação estava suspensa.

"Hoje, o estádio Monumental está inabilitado. Nesse estádio não haverá jogo de futebol entre Barcelona e Flamengo", disse Salvador.

"O Flamengo respeita e é cumpridor das determinações das autoridades locais", afirmou o vice-presidente do clube, Marcos Braz, dando a partida como cancelada. "Disseram que o estádio não está apto. Estamos aguardando um comunicado oficial para retornar ao Brasil."

Esse comunicado, no entanto, não ocorreu. A prefeita da cidade, Cynthia Viteri, desmentiu a informação de Salvador em uma publicação no Twitter, afirmando em letras garrafais que o estádio não estava interditado e submetendo qualquer decisão ao Ministério da Saúde.

O Comitê de Emergência Nacional, que trabalha no controle da pandemia no território equatoriano, posicionou-se de maneira favorável à realização do confronto, desde que permanecessem isolados aqueles que tiveram diagnóstico de infecção pelo coronavírus.

Em campo, o Flamengo encontrou facilidade nos primeiros 45 minutos e poderia ter feito mais do que dois gols. Era possível prever até uma goleada tal a facilidade. O Barcelona havia perdido suas duas partidas disputadas anteriormente na Libertadores.

Mas na etapa final os donos da casa reagiram e o Flamengo se encolheu. Os equatorianos não empataram por falta de precisão nas finalizações. Embora a equipe brasileira levasse perigo quando partia nos contra-ataques, pareceu ter relaxado com a vantagem no placar.

BARCELONA (EQU)
Burrai; Castillo, Aimar (Marques), Riveros e Vallecilla; Orejuela (Oyola), Piñatares (Quintero), Arroyo (Álvez), Martínez (Preciado) e Díaz; Colmán. Técnico: Fabián Bustos
FLAMENGO
César; Thuler (Ramon), Rodrigo Caio, Léo Pereira e Renê; Thiago Maia, Arão, Gerson e Everton Ribeiro; Arrascaeta e Pedro (Lincoln). Técnico: Domènec Torrent
Local: Estádio Monumental, em Guayaquil, no Equador
Árbitro: Diego Haro (PER)
Assistentes: Jonny Bossio (PER) e Michael Orue (PER)
Cartões amarelos: Orejuela, Riveros, Piñatares (BAR); Lincoln, Domènec Torrent, Thiago Maia, Willian Arão (FLA)
Gols: Pedro, aos 5min, e Arrascaeta, aos 25min do primeiro tempo. Martínez, aos 3min do segundo tempo

Fonte: FOLHAPRESS

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.