Domingo, 09 de Agosto de 2020
(86)99825-8592-998501346
Cidades Acusados de matar PM

Acusados de matar PM morrem após confronto policial em Teresina

Acusados de matar PM morrem após confronto policial em Teresina

24/07/2020 21h35
33
Por: Júnior repórter
Os dois ainda foram encaminhados ao Hospital de Urgência de Teresina (HUT), mas morreram ao dar entrada no local.
Os dois ainda foram encaminhados ao Hospital de Urgência de Teresina (HUT), mas morreram ao dar entrada no local.

Os dois suspeitos de terem matado o soldado Lídio Mesquita, do 13° BPM, na tarde da última quarta-feira (22), durante um assalto na Vila São Francisco, zona Norte de Teresina, morreram durante um confronto com os Policiais Militares da Força-Tarefa após serem localizados na tarde desta sexta-feira (24), na região do bairro Monte Verde, na zona Norte da capital. A Polícia Civil os identificou apenas como 'Lucas e Pedro'.

Os dois foram baleados e ficaram gravemente feridos na troca de tiros. Eles chegaram a ser conduzidos ao Hospital de Urgência de Teresina (HUT), mas faleceram ao dar entrada no local. A ação teve apoio do Coordenação Geral de Operações (CGO) da Polícia Militar do Piauí e dos agentes do Batalhão de Rondas Ostensiva de Natureza Especial (BPRONE/PMPI).

Acusados de matar Policial Militar morrem após confronto com a Força-Tarefa (Reprodução)

Após investigações da Polícia Militar do Piauí e dos agentes do Departamento de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP), a dupla foi encontrada. As imagens das câmeras de segurança de uma residência da rua em que aconteceu a morte do soldado, ajudaram nas diligências. O registro flagrou o momento que a dupla passou na rua e abordou Lídio Mesquita, tomando sua moto e efetuando o disparos contra o agente, que morreu ainda no local. 

Major Audivan Nunes, coordenador das Forças Especiais da Secretaria Estadual de Segurança Pública, disse que durante a ação policial, Lucas e a Pedro não obedeceram a voz de prisão. “É o que a gente sempre diz: se for pra prender, a gente prende, mas não vamos dar oportunidade para vagabundo atirar em polícia não. Houve confronto e os dois foram baleados e trouxemos ao HUT”, disse.

 O caso

Um Policial Militar identificado como Lídio Mesquita, do 13° Batalhão de Polícia Militar (BPM), foi morto a tiros durante um assalto na tarde desta quarta-feira, 22 de julho, na rua Londrina, Vila São Francisco, nas proximidades do bairro Mocambinho e Alto Alegre, na zona Norte de Teresina. Ele foi atingido com um disparo na região da cabeça. De acordo com as informações, ele foi abordado pelos criminosos, que atiraram no PM e levaram sua moto, que ainda não foi localizada. Lídio Mesquita foi sepultado nesta quinta-feira (23) sob forte comoção de familiares e colegas de profissão no Cemitério São Judas Tadeu, na zona Leste de Teresina. 

LEIA MAIS: Polícia prende suspeitos de acobertarem assassinos do PM Lídio

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.