Quarta, 12 de dezembro de 2018
Cidades

01/12/2018 ás 12h21

16

Júnior repórter

Piripiri / PI

Estudantes da UFPI fazem caminhada para lembrar morte de Rayron
Estudantes da UFPI fazem caminhada para lembrar morte de Rayron
Estudantes da UFPI fazem caminhada para lembrar morte de Rayron
O estudante de Medicina Rayron Holanda, de 22 anos, foi assassinado durante assalto

Os estudantes da 85º Turma do Curso de Medicina, da Universidade Federal do Piauí (UFPI), realizaram Caminhada da Paz, na manhã desse sábado (01°),  na avenida Nossa Senhora de Fátima , nos bairros de Fátima e Ininga, na zona Leste de Teresina, em protesto contra a violência no Piauí e o assassinato, no último domingo, durante um assalto no Terminal de Integração de Ônibus do bairro Macaúba, na zona Sul da capital, do estudante de Medicina Rayron Holanda, de 22 anos.


A vice-reitora da Universidade Federal do Piauí, Nadir Figueiredo, afirmou que Teresina passou por um momento muito difícil na semana passada, quando foi assassinado o estudante de Medicina.


"Um jovem estudante de Medicina teve sua vida tirada por um menino, um menino de 15 anos. A segurança deve ser garantida por todos, tanto o governo federal, estadual e municipal" , afirmou Nadir Figueiredo.


O estudante de Medicina da UFPI e da turma de Raimundo Rayron ,Renato Silva disse que o objetivo , com certeza , é homenagear o amigo que partiu de uma forma que representasse o carinho que sentimos por ele. "Além de cobrar das autoridades segurança e justiça para todos", declarou Renato Silva.


A estudante de Medicina da UFPI Geovanna Alves disse que está na caminhada pela morte de seu colega de turma Raimundo Rayron."Estamos reivindicando mais segurança para todos de forma geral e não só para os estudantes" , afirmou Geovanna Alves.


A Caminhada da Paz pela morte do estudante de Medicina Raimundo Rayron foi encerrada no Portão de Entrada da Universidade Federal do Piauí, onde estudava.
Os estudantes de Medicina pararam, ao som de uma bateria, colocaram no asfalto da a avenida Nossa Senhora  de Fátima uma faixa com o nome Justiça e sobre ela uma rosa branca.


Em seguida, os estudantes , de mãos  dadas, formaram um círculo sobre a faixa com o nome Justiça,  bateria fez silêncio.


Os  estudantes rezaram o Pai e Nosso , a bateria começou a fazer marcação e parou. Os estudantes de Medicina, todos de branco, soltaram balões brancos , que sumiram no espaço e começaram a se abraçar, como estivessem se consolando. Todos estavam muito emocionados, a maioria chorou.


"Foi um momento muito emocionante para toda a turma. Ao mesmo tempo, a união de todos dá ânimo para a gente seguir em frente" , afirmou a estudante de Medicina Anatália Viana.


"Essa união dá ânimo , dá vontade de ser uma pessoa diferente e fazer as coisas mudarem. Depois de tudo, todos os dias, a gente muda um pouquinho, mas hoje, especialmente, a gente mudou mais" , declarou o estudante de Medicina Dário Henrique.
O funcionário público Weliton  de Sousa Carvalho participou da Caminhada da Paz e disse que o ideal é não fazer manifestação de protesto, mas é preciso porque a população vive uma situação de total insegurança.



"Estamos vivendo uma barbárie no Brasil inteiro e é preciso que as pessoas se mobilizem para se ter uma segurança mínima. Sem essa segurança mínima não se segue a vida" , falou Weliton de Sousa Carvalho.



 (Crédito: Efrem Ribeiro)
(Crédito: Efrem Ribeiro)




 (Crédito: Efrem Ribeiro)
(Crédito: Efrem Ribeiro)




 (Crédito: Efrem Ribeiro)
(Crédito: Efrem Ribeiro)




 (Crédito: Efrem Ribeiro)
(Crédito: Efrem Ribeiro)




 (Crédito: Efrem Ribeiro)
(Crédito: Efrem Ribeiro)




 (Crédito: Efrem Ribeiro)
(Crédito: Efrem Ribeiro)




 (Crédito: Efrém Ribeiro)
(Crédito: Efrém Ribeiro)




 (Crédito: Efrém Ribeiro)
(Crédito: Efrém Ribeiro)




 (Crédito: Efrém Ribeiro)
(Crédito: Efrém Ribeiro)




 (Crédito: Efrém Ribeiro)
(Crédito: Efrém Ribeiro)




 (Crédito: Efrém Ribeiro)

FONTE: meionorte.com

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
Facebook
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium