Quarta, 23 de maio de 201823/5/2018
Céu limpo
22º
27º
31º
Piripiri - PI
Erro ao processar!
12345 b
POLÍTICA
Marden Menezes crítica segurança pública do Estado e propõe audiência
Marden Menezes crítica segurança pública do Estado
Júnior repórter Piripiri - PI
Postada em 23/02/2018 ás 13h13
Marden Menezes crítica segurança pública do Estado e propõe audiência

Deputado ainda criticou a postura do secretário de Justiça Daniel Oliveira ao comparar servidores públicos a facções criminosas

O deputado estadual Marden Menezes (PSDB), subiu à tribuna nesta quinta-feira (22), para propor a realização de uma audiência pública que terá como objetivo discutir a situação de segurança e ordem pública do Estado e possíveis soluções para a área. O parlamentar disse que ficou assustado com a reportagem exibida por uma TV local, que mostrou a realidade que se encontra a penitenciária de Esperantina. 


“Nosso sistema penitenciário está de pior a péssimo, com instalações precárias, visivelmente deterioradas. E na audiência do ano passado foi assegurada a sociedade piauiense que obras de urgência seriam feitas para recuperar e inaugurar novas unidades. Mas, o que se viu em matérias publicadas foi o exemplo da penitenciária de Esperantina que após a rebelião que houve em outubro de 2017 nenhuma obra foi realizada para melhorar a estrutura e condições daquela unidade prisional, apesar da garantia do Governo do Estado e do secretário de Justiça, que afirmaram que o problema seria resolvido num curto espaço de tempo”, frisou o deputado.


Marden citou também as condições das delegacias em todo estado do Piauí, e as comparou a verdadeiras pocilgas. “A cadeia pública de Piripiri, por exemplo é inexistente. Até outro dia os presos eram guardados em carros de transferências, amarrados de forma completamente desconexas com aquilo que exige a segurança pública. E esse quadro ainda perdura apesar do Estado dispor de cerca de R$ 44 milhões do Fundo Nacional que ampara ao sistema penitenciário”, criticou. 


Outro ponto debatido na Casa Legislativa foi o comportamento do secretário de Justiça, Daniel Oliveira durante as denúncias apresentadas. “A manifestação do secretário foi inteiramente incompatível com o cargo que ele ocupa. O mínimo que se espera de um gestor público diante de uma denúncia é procurar a sociedade para dar os devidos esclarecimentos e não atacar o servidor público, comparando-os com grupos de facções criminosas.Quando um Ministro de Estado comete algum deslize e isso se torna público e notório, eles são substituídos, afastados dos cargos. Isso aconteceu em todos os governos. Mas, aqui, com flagrantes fatos que chocam a população não há sequer uma medida racional que a gente possa observar se existe boa vontade do governo. Mas, onde está a boa vontade se o servidor público é equiparado a bandido? Quando o secretário diz que há dois adversários claros: primeiro são as facções, e depois são grupos de servidores. Dá para entender que estado estamos vivendo? Então, no mínimo o secretário deve fazer uma retratação pública”, concluiu.


No segundo semestre do ano passado já havia sido realizada uma audiência pública para discutir o sistema penitenciário e carcerário, onde também foi alertado para o número insuficiente de profissionais na área, referindo-se aos agentes penitenciários. Serão convidados para a nova audiência pública, os secretários de Justiça do Estado, Daniel Oliveira, o secretário Segurança Pública, Fábio Abreu, além de representantes do Ministério Público Estadual, do sindicato dos agentes penitenciários, da comissão de Direito Humanos da OAB-PI, da Associação Geral do Pessoal Penitenciário do Estado, entre outras entidades do setor.
O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

500 caracteres restantes

  • COMENTAR
    • Prove que você não é um robô:

imprimir
902
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium