Sexta, 20 de abril de 201820/4/2018
Claro
22º
29º
29º
Piripiri - PI
Erro ao processar!
1975
CULTURA
Marden Menezes prestigia comemoração pelo dia de Santa Bárbara
Marden Menezes prestigia comemoração pelo dia de Santa Bárbara
Júnior repórter Piripiri - PI
Postada em 06/12/2017 ás 17h40
Marden Menezes prestigia comemoração pelo dia de Santa Bárbara

Marden Menezes prestigia comemoração pelo dia de Santa Bárbara

O deputado Marden Menezes (PSDB) prestigiou a Festa de Santa Bárbara, realizada na noite de ontem (4) no terreiro Ylê Oyá Tade, localizado na zona Norte da capital. No Candomblé e na Umbanda, Santa Bárbara é sincretizada como Iansã, orixá guerreira, senhora dos ventos e dos raios. Além do deputado, pelo PSDB, esteve presente no evento a representante do Tucanafro no Piauí, Ingrid Silva.


Para o parlamentar é fundamental ampliar o reconhecimento das religiões de matriz africana no Brasil. Segundo Marden Menezes, o fortalecimento do sistema democrático passa “necessariamente pela luta contra o racismo e pelo empoderamento negro”. O deputado frisou ainda a contribuição dos terreiros do Piauí para comunidade local. “Evento democrático e complemente voltado para o bem da comunidade”, disse.   


Ingrid Silva destacou a tradição da festa realizada pelo babalorixá pai Hadilton de Iansã, que está à frente do terreiro Ylê Oyá Tade. “Nós fomos fazer essa visita e prestigiar a festa realizada pelo pai Hadilton de Iansã. Inclusive, no dia 1º de dezembro, o terreiro completou 37 anos, sendo uma das casas mais tradicionais do Piauí”, afirmou a representante do Tucanafro no estado.


“A presença do deputado foi muito importante e salutar porque é mais uma demonstração de que o PSDB está empenhado na valorização das religiões de matriz africana e os filhos do Ylê Oyá Tade ficaram muito satisfeitos”, destacou Ingrid.


De acordo com a representante do Tucanafro, a expectativa é que o PSDB em 2018 amplie ainda mais a sua participação nas manifestações culturais e religiosas da raça negra no Piauí. “Queremos criar uma Orquestra de Berimbau só com mulheres e ampliar nossa presença nos terreiros e junto às comunidades afrodescentes da capital e interior do estado”, afirmou Ingrid Silva.   


A estimativa é que o Piauí possua mais de 1.500 terreiros. Só em Teresina são pelo menos 480 terreiros de Umbanda e Candomblé, que são religiões de matriz africana. 


Fonte: Assessoria do deputado Marden Menezes

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

500 caracteres restantes

  • COMENTAR
    • Prove que você não é um robô:

imprimir
2.136
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium