Quarta, 18 de outubro de 201718/10/2017
Muito nublado
25º
27º
36º
Piripiri - PI
dólar R$ 3,16
euro R$ 3,71
728x90i
POLÍTICA
Bolsonaro é condenado a pagar R$ 50 mil por ofender quilombolas
Bolsonaro é condenado a pagar R$ 50 mil por ofender quilombolas
Júnior repórter Piripiri - PI
Postada em 03/10/2017 ás 14h11
Bolsonaro é condenado a pagar R$ 50 mil por ofender quilombolas

Jair Bolsonaro


Por decisão da 26ª Vara Federal do Rio de Janeiro, o deputado Jair Bolsonaro foi condenado a pagar R$ 50 mil em danos morais por declarações racistas que fez contra quilombolas em um evento no Clube Hebraica no Rio de Janeiro.


O MPF tinha pedido indenização de R$ 300 mil. O valor será revertido ao Fundo Federal de Defesa dos Direitos Difusos.


Bolsonaro disse em sua defesa que, enquanto deputado, “estava expondo suas ideologias e críticas acerca da demarcação de terras produtivas e que não eram exploradas”.


Na ação, os procuradores da República sustentam que Bolsonaro distorceu informações e fez uso de "expressões injuriosas, preconceituosas e discriminatórias com o claro propósito de ofender, ridicularizar, maltratar e desumanizar as comunidades quilombolas e a população negra".


A juíza Frana Elizabeth Mendes disse que não há problema no fato de o deputado dar sua opinião sobre temas nacionais, mas que, em todo caso, a imunidade parlamentar não se estende a atos que não têm a ver com o mandato, e que, “além disso, ofendam, ridicularizem ou constranjam pessoas, grupos ou comunidades, como se verificou nas manifestações proferidas pelo réu, não só contra os grupos quilombolas”.


“Como parlamentar, membro do Poder Legislativo, e sendo uma pessoa de altíssimo conhecimento público em âmbito nacional, o réu tem o dever de assumir uma postura mais respeitosa com relação aos cidadãos e grupos que representa”, acrescenta a juíza.


 


''NEM PRA PROCIADOR SERVE MAIS'


No evento no Rio, realizado em abril, Bolsonaro que as reservas indígenas e quilombolas atrapalham a economia. “Onde tem uma terra indígena, tem uma riqueza embaixo dela. Temos que mudar isso daí”, afirmou.


“Eu fui num quilombo. O afrodescendente mais leve lá pesava sete arrobas. Não fazem nada! Eu acho que nem pra procriador ele serve mais. Mais de R$ 1 bilhão por ano é gastado com eles.”


O presidenciável também fez críticas a refugiados. “Não podemos abrir as portas para todo mundo”, disse. Mas não se mostrou avesso a todos os estrangeiros. “Alguém já viu algum japonês pedindo esmola? É uma raça que tem vergonha na cara!”


Fonte: G1


O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

500 caracteres restantes

  • COMENTAR
    • Prove que você não é um robô:

Publicidade

Facebook

Publicidade

2014

Publicidade

Publicidade

Banner sessão 1 (cidades) junior reporter
Enquete
ENQUETE - O que você acha da Iluminação Pública nos Bairros de piripiri ?

Bom
12 votos - 52.2%

Ruim
11 votos - 47.8%

© Copyright 2017 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium