Quarta, 18 de outubro de 201718/10/2017
Muito nublado
25º
27º
36º
Piripiri - PI
dólar R$ 3,16
euro R$ 3,71
BANNER HORIZONTAL SITES 2
ESPORTES
Em Brasil x Equador que não vale nada Neymar joga para caçar Romário e seguir melhor que Ronaldo
Getty Images Neymar Brasil x Espanha Copa das Confederações
Júnior repórter Piripiri - PI
Postada em 31/08/2017 ás 11h42
Em Brasil x Equador que não vale nada Neymar joga para caçar Romário e seguir melhor que Ronaldo

Em Brasil x Equador que não vale nada Neymar joga para caçar Romário e seguir melhor que Ronaldo

O Brasil já está classificado. Tite pode fazer os testes que quiser. As eliminatórias não servem para mais nada, certo? Errado. Neymar, por exemplo, pode usar os jogos que faltam para se eternizar na artilharia da seleção brasileira, começando pelo jogo da noite desta quinta-feira, contra o Equador, às 21h45 (horário de Brasília), na Arena do Grêmio, em Porto Alegre.


O atacante do PSG e principal nome da seleção na década pode superar Romário e se aproximar de Ronaldo na artilharia histórica da equipe canarinho. Sim, a reta final das eliminatórias sul-americanas pode parecer meio sem graça, mas os quatro jogos finais rumo à Copa do Mundo de 2018, na Rússia, podem ter peso decisivo nos números de Neymar.


No total, Neymar é o quarto maior artilheiro da seleção, com 52 gols, apenas três atrás de Romário, que soma 55. Ronaldo tem 62. Pelé, o líder, marcou 77. Na média, o Rei lidera, seguido pelo Fenômeno e com Neymar em terceiro, ou seja, o craque do PSG é "melhor" que Ronaldo nesse quesito.


Mas, se depender do histórico, o jogador do PSG pode comemorar, já que os números mostram que atuar em casa e diante do Equador é certeza de gol.


Até hoje, Neymar enfrentou o rival sul-americano em três oportunidades, com três vitórias, três gols e duas assistências. Se a competição for levada em consideração, são 10 jogos válidos pelas eliminatórias, com 8 vitórias e 2 empates. Na atual edição, são 6 gols em 10 partidas, média de 0,60.


Geografia? Sim, o GPS mostra que até nisso os números são favoráveis a Neymar. Ele disputou apenas um jogo na Arena, com uma vitória. Atuando no Brasil, o atacante vestiu a camisa da seleção em 36 partidas: 27 vitórias, 9 empates, incluindo a seleção olímpica. Ou seja, nenhuma derrota.


Depois do duelo contra o Equador, o Brasil visita a Colômbia na próxima terça, dia 5, em Barranquilla, às 17h30 (de Brasília). As eliminatórias acabam em outubro, contra a Bolívia, fora de casa, dia 5, e diante do Chile, dia 10, no Allianz Parque.


Se mantiver a média, Neymar vai encerrar as eliminatórias colado em Romário e ainda mais próximo de Ronaldo. Pelé que se cuide?

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

500 caracteres restantes

  • COMENTAR
    • Prove que você não é um robô:

imprimir
802
© Copyright 2017 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium