domingo, 17 de dezembro de 201717/12/2017
Nublado
26º
26º
35º
Piripiri - PI
Erro ao processar!
Educandário Christus 22
ESPORTES
Alugada, vizinha de Roland Garros, barata e hooligans: conheça a nova casa de Neymar
Alugada, vizinha de Roland Garros, barata e hooligans
Júnior repórter Piripiri - PI
Postada em 20/08/2017 ás 12h38 - atualizada em 20/08/2017 ás 15h47
Alugada, vizinha de Roland Garros, barata e hooligans: conheça a nova casa de Neymar

Alugada, vizinha de Roland Garros, barata e hooligans: conheça a nova casa de Neymar











 


Alugada, vizinha de Roland Garros, barata e hooligans: conheça a nova casa de Neymar

 

 















 


 

 

 


00:05

00:28



 
 

 

 


Alugada, vizinha de Roland Garros, barata e hooligans: conheça a nova casa de Neymar

 

 








 


Neymar irá jogar no Parque dos Príncipes pela primeira vez como jogador do Paris Saint-Germain. Depois de ter somado um gol, uma assistência e o prêmio de melhor em campo em sua estreia contra o Guingamp, o brasileiro irá defender o time parisiense contra o Toulouse, neste domingo, às 16h (de Brasília), com transmissão da ESPN e WatchESPN.


A nova casa de Neymar, na verdade, não pertence ao PSG, já que o estádio pertence à cidade de Paris e teve a concessão renovada por 30 anos em 2013. Na época, houve a especulação de que o clube poderia construir um local para receber suas partidas.


 


Apesar do glamour da cidade e do milionário clube, isso não significa ingressos caros para os torcedores. Para ver partidas pelo Campeonato Francês, a entrada mais barata é de 30 euros, quase a metade dos 54 euros do Barcelona no Campeonato Espanhol, por exemplo.


Além disso, a região onde o PSG joga respira esporte. Isso porque o complexo de quadras em que ocorre Roland Garros fica a apenas 1,1km do estádio – ou uma caminha de cerca de 15 minutos.


O local também conta com uma história envolvendo o hooliganismo. Em seus primeiros anos, o clube fundado em 1970 destinou preços mais acessíveis para os ‘Boulogne Boys’, uma torcida composta por jovens, conforme conta matéria do site The18 de fevereiro de 2016.


A ideia funcionou e houve o estabelecimento da cultura dos ultras, me meio ao auge dos hooligans na Inglaterra. Na década de 80, o Kop de Boulogne ficou conhecido pela sua posição de extrema direita e pelo violênica contra torcedores rivais e do próprio PSG.


Conforme conta o site The18, ao longo dos anos, surgiu uma influência para acabar com o domínio dos 'kobistes', que foi o caso do Auteuil. Um conflito entre os ultras das diferentes facções acabou com a morte do kobiste Yann Lorence em 2010. O episódio culminou no banimento de sete torcedores do Parque dos Príncipes.


Desde a compra do clube por parte da Qatar Sports Investments, houve um trabalho voltado para afastar ainda mais essa cultura de ultras do local. As torcidas organizadas do clube chegaram a ser extintas, mas acabaram readmitidas. Mas sem nada dos Boulogne Boys – ao menos oficialmente.

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

500 caracteres restantes

  • COMENTAR
    • Prove que você não é um robô:

imprimir
622
© Copyright 2017 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium